logo preta
Pesquisar
Close this search box.

Gustavo salva, Tigre vence e está nas semifinais do Catarinense

Após falha no início, camisa 1 do Criciúma pega pênalti, aos 51 minutos da etapa final, e garante equipe entre as quatro melhores do campeonato estadual. Primeira partida, diante do Barra, fora de casa, será no meio dessa semana

Novamente, Gustavo brilhou e o Tricolor segue em busca do bicampeonato consecutivo no Campeonato Catarinense. Na noite de ontem, de virada, a equipe carvoeira bateu o Hercílio Luz por 2 a 1 e está na semifinal do campeonato estadual. Aos 51 minutos da etapa final, Gustavo pegou um pênalti e garantiu a classificação. O time de Tubarão saiu na frente, em uma falha do goleiro Gustavo. Aos 22 minutos do primeiro tempo, Anderson Ligeiro fez 1 a 0 em um “frango” do camisa 1. Porém, cinco minutos mais tarde, Éder, em um golaço, deixou tudo igual. Aos 38 minutos da etapa inicial, Renato Kayzer aproveitou uma lambança da defesa hercilista para avançar sozinho até a linha do gol para fazer 2 a 1. Na segunda etapa, o Criciúma manteve a vantagem e garantiu a classificação. O adversário, agora, será o Barra. A primeira partida, fora de casa, será em Itajaí, na quarta ou quinta-feira. A data será confirmada hoje pela Federação Catarinense de Futebol.

Antes do primeiro minuto, a bola bateu no braço de Marquinhos Gabriel. Falta. Na cobrança de Léo Rigo, a bola saiu ao lado do gol de Gustavo. Na jogada seguinte, Marcelo Hermes recebeu a bola pela esquerda e foi derrubado. Falta na intermediária. Na cobrança, a zaga afastou. Aos três minutos, Alison recebeu na intermediária e bateu forte, rastreio, mas a bola saiu. A partida inicial bastante disputada e equilibrada, com os dois times buscando o gol. Aos seis minutos, Ingro fez uma grande jogada, levou para o meio, driblou Rodrigo e bateu forte, mas Gustavo pegou firme. Excelente chance do camisa 10 do Hercílio Luz. Aos nove minutos, Marquinhos Gabriel fez uma grande jogada pela esquerda e cruzou para Eliedson que desviou, mas o goleiro Matheus Aurélio colocou para escanteio. Na cobrança, a zaga do Hercílio afastou parcialmente, mas Rodrigo tentou a finalização e Léo Rigo colocou para nova cobrança de canto. Claudinho cobrou e a zaga novamente tirou. O Tigre, por volta dos 10 minutos, passou a pressionar mais o time de Tubarão.

 

Aos 22 minutos, Anderson Ligeiro foi lançado pela esquerda, Eliedson falhou, o camisa 7 avançou sozinho, sem marcação e bateu rasteiro, Gustavo falhou e a bola entrou: 1 a 0 para o Hercílio Luz em um “frango” do camisa 1 do Criciúma, que tentou encaixar a bola, mas não conseguiu. Aos 24 minutos, Ingro fez uma grande jogada e tentou finalizar, mas a zaga afastou. O time de Tubarão ainda pediu uma falta, mas o juiz Ramon Abatti Abel nada marcou. Os tubaronenses dominavam a partida, na metade do primeiro tempo. Aos 28 minutos, porém, brilhou a estrela de Éder. Claudinho cruzou da direita, Marquinhos Gabriel se atrapalhou e o camisa 23 ficou com a bola para finalizar no ângulo superior de Matheus Aurélio: 1 a 1.

 

Aos 35 minutos, Alison derrubou Wilker Ángel, no bico da grande área, pela esquerda. Falta. Éder cobrou, mas a bola bateu na barreira e saiu. Escanteio. Claudinho cobrou, a zaga tirou e Marquinhos Gabriel pegou a sobra e bateu pela linha de fundo. Aos 38 minutos, Renato Kayzer foi lançado, Léo Rigo e o goleiro Matheus Aurélio bateram cabeça, fora da grande área, e o camisa 11 do Tigre avançou sozinho até a linha para anotar 2 a 1. No final da primeira etapa, vitória parcial do Criciúma, de virada. “Não desisti. A nossa virada foi fruto disso. A gente não desiste e essa é uma característica minha também. Agora é ouvir o que o professor tem para falar para a gente manter a vantagem na etapa final”, comentou Renato Kayzer, no intervalo.

 

Resultado administrado na etapa final de jogo

 

Na etapa final, o Criciúma voltou buscando o gol. Aos dois minutos, Renato Kayzer tentou finalizar, mas não conseguiu. Aos quatro minutos, Guilherme Lazaroni cobrou falta e Danilo Mariotto cabeceou para fora. O Criciúma conseguia conter os avanços do Hercílio e dominava a partida no princípio do segundo tempo.

 

Aos 17 minutos, Jonathan Cabeça recebeu a bola, dentro da área, e bateu forte, mas a bola saiu ao lado da trave defendida por Gustavo. Na jogada seguinte, Éder cruzou, Igor Silva tirou e Claudinho matou no peito e bateu forte, mas a bola saiu cruzada, pela linha de fundo. O Criciúma ajustou a marcação, na etapa final, e não permitiu avanços do Hercílio. Além disso, o Tigre tinha mais posse de bola. Aos 24 minutos, Eliedson encontrou Claudinho entrando pela direita. O camisa 2 bateu forte e a bola subiu e saiu. A resposta do time de Tubarão foi imediata: Clayton encontrou Paulinho entrando em velocidade. O camisa 16 bateu forte, da entrada da área, mas a bola caprichosamente saiu. Susto para a torcida carvoeira.

 

Aos 30 minutos, a bola sobrou para Higor Meritão, na entrada da grande área. O camisa 19 bateu por cima do gol de Matheus Aurélio. Aos 33 minutos, em contra-ataque rápido, a bola sobrou para Carlos Renato, na entrada da área, que bateu em cima do zagueiro Rodrigo. Chance perdida pelos tubaronenses. Aos 37 minutos, Renato Kayzer entrou na área e finalizou em cima da zaga. Os jogadores do Criciúma chegaram a pedir pênalti, pois a bola teria batido na mão do defensor do Hercílio Luz, mas o juiz nada marcou. O lance foi revisado no VAR e a partida seguiu. Quando a vitória carvoeira parecia garantida, aos 47 minutos, Paulinho invadiu a área e Fellipe Mateus derrubou o camisa 16 do Hercílio. Pênalti. Porém, brilhou novamente a estrela do camisa 1 do Criciúma: Gustavo pegou a cobrança de Clayton, aos 51 minutos. Na sequência, a arbitragem ainda checou um novo pênalti para o Hercílio, mas nada foi marcado. No final, vitória carvoeira e vaga garantida entre os quatro melhores do Campeonato Catarinense. A torcida gritou, a plenos pulmões, o nome de Gustavo.

Gostou da notícia então compartilhe:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp

Noticias relacionadas

Destaques

plugins premium WordPress