logo preta
Pesquisar
Close this search box.

Trabalhador denuncia assédio sexual por parte de encarregado da multinacional JBS em Forquilhinha.

Com informações: HN Notícias
Com informações: HN Notícias

Assediador recebeu apenas três dias de suspensão e continua trabalhando no mesmo setor de quem o denunciou

Um trabalhador do setor de limpeza da JBS Aves, de Forquilhinha, protocolou um Boletim de Ocorrência (BO) na Polícia Civil na última terça-feira denunciando um caso de abuso sexual praticado pelo coordenador do seu local de trabalho. A denúncia foi feita também no Ministério Público do Trabalho (MPT).

O funcionário já havia procurado o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Criciúma e Região (Sintiacr) no dia 16 para relatar a postura inadequada do encarregado em várias situações durante o expediente de trabalho.

“Imediatamente, após receber esta grave reclamação, informamos o caso à gerência de Recursos Humanos da JBS cobrando medidas para resolver a situação”, disse o secretário de finanças do Sindicato, Paulo Henrique de Lima.

Como resposta, a empresa chamou os trabalhadores envolvidos, além de  testemunhas, e informou que tudo não passou de uma “brincadeira de mau gosto”.

“Brincadeira? Esta atitude da JBS indignou a gente, porque o assediador recebeu apenas três dias de suspensão e continua trabalhando no mesmo setor de quem o denunciou, como se nada tivesse acontecido”, declarou, indignado, o sindicalista Paulo.

Diante da postura da empresa, o Sindicato promoveu um ato em frente à fábrica na última segunda-feira, em protesto pela negligência da gestão e segue exigindo que a JBS tome medidas adequadas sobre a denúncia.

Gostou da notícia então compartilhe:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp

Noticias relacionadas

Destaques

plugins premium WordPress